Para ter uma vida saudável, é preciso ter um cérebro ativo. Com o passar do tempo, a memória, a atenção e a capacidade de concentração e expressão são algumas das habilidades mais afetadas, podendo, portanto, ficar mais difícil memorizar dada fórmula ou aquela dica importante de determinada matéria.

Mas nem tudo está perdido, temos boas notícias

Nas últimas décadas, a neurociência está demonstrando que nós todos, em qualquer idade, podemos realizar um treinamento cognitivo que ajude a manter nossa massa cinzenta mais jovem. Para isso, selecionamos seis exercícios sugeridos para tal finalidade:

1 – Dia da mão não dominante 

Um dia por semana, devemos fazer tudo com a mão que não utilizamos habitualmente. Se somos destros, viramos canhotos, ou vice-versa. Essa atividade facilita a conexão dos hemisférios cerebrais e aumenta a reserva cognitiva.

2 – Ler em voz alta

Quando lemos em voz alta, abrimos novas rotas neuronais; por isso, é recomendável fazer isso uma vez por semana, mesmo que estejamos sozinhos.

3 – Fazer algo que nos incomode

Temos de evitar cair na zona de conforto. A sugestão é fazer coisas que nos custem fazer, mesmo que sejam pequenos atos, como seguir um caminho diferente do habitual.

4 – Trabalhar com os aromas

O exercício consiste em vendar os olhos e se deixar surpreender pelo olfato, colocando, em recipientes, aromas que sejam familiares, como um sabonete da infância, um perfume antigo. Desse modo, ativamos um dos sentidos menos desenvolvidos e abrimos novas conexões neurais. Essa dinâmica também pode ser feita com sabores, se alguém tiver dificuldades com o olfato.

5 – Praticar esporte ou jogar

O esporte também ativa nosso cérebro e nos ajuda até a desenvolver novos neurônios. Além disso, quando o corpo se movimenta, a mente relaxa e cria um espaço ideal para a aprendizagem.

6 – Desafiar a atenção

Existem livros e dinâmicas para encontrar diferenças entre duas imagens ou encontrar uma que esteja oculta. Este exercício ajuda a treinar a atenção. Jorge Luengo, um ilusionista famoso, sugere praticá-lo dia após dia, quando estamos na rua sentados ou esperando em uma fila. O desafio é muito fácil: observamos as pessoas ao nosso redor, fechamos os olhos e tentamos lembrar detalhes de seus sapatos, sua roupa…

Leia também: Chocolate: ajuda ou atrapalha na hora dos estudos?

Quer mais conteúdos como esse? Continuaremos, semanalmente, trazendo os melhores conteúdos para alunos do Ensino Médio e vestibulandos. Acompanhe por aqui e nossas redes sociais!

MATRICULE-SE AGORA