Você já deve saber que o nosso cérebro aprende por meio de sete atividades: lendo (10%), ouvindo (20%), observando (30%), vendo e ouvindo (50%), discutindo com os outros (70%), fazendo (80%) e ensinando aos outros (95%). Por isso, mãos à obra! Fazer é a nossa máxima para este ano. Fazer exercícios, fazer resumos, mapas mentais, desenhos e tudo mais que for útil para aprendermos a matéria e, claro!, poder dar aquela revisada depois, na véspera das provas.

Mas, afinal, como é que se faz um bom resumo para estudar?

Primeiramente, é preciso identificar nos textos e materiais didáticos os conceitos mais importantes e pontos fundamentais. Utilize canetas marca texto para fazer isso, grifando as principais palavras-chave relacionadas ao assunto. Feito isso, organize as ideias na sua cabeça. Mentalize a estrutura em tópicos. E, então, é só iniciar os resumos. O mais importante: não copie trechos prontos dos textos, escreva os resumos com as suas próprias palavras e à mão.

Mapas Mentais

Os mapas mentais nada mais são do que diagramas que ajudam a fixar e compreender o conteúdo. O assunto principal é posicionado no centro da página e o restante é trabalhado no entorno, conforme o grau de relevância, a sequência e as conexões entre os conceitos. Canetas coloridas, lápis de cor e setas são os recursos mais comumente utilizados para a criação.
Além de deixar a sua imaginação fluir, os mapas mentais servem justamente para que, na hora da prova, você ative sua memória fotográfica e consiga visualizar “de longe” o que está escrito neles.

Flashcards

São outra excelente forma de estruturar resumos para poder aprender a matéria. Flashcards são pequenos cartões com uma pergunta ou conceito na frente, em uma das faces, e no verso, a resposta, teoria ou definição. Podem ser confeccionados com cartolinas de diferentes cores, por exemplo, uma cor para cada disciplina, para facilitar a memorização.

Como utilizá-los?
Primeiramente, é importante separar os flashcards por disciplinas e manter intervalos constantes para as revisões entre eles. Uma dica é fazer a primeira revisão logo após a elaboração, outra no dia seguinte, a terceira dentro de cinco dias, e assim sucessivamente, conforme você perceber a sua necessidade em cada matéria.

Ficha-resumo

Literatura, História, Filosofia, Geografia. Para essas matérias, as fichas de leitura podem ser incrivelmente produtivas se você souber fazê-las e utilizá-las. Para montar uma boa ficha de resumo, separe os conteúdos que foram grifados em tópicos e organize-os em uma folha. No caso da História, um resumo em formato de linha do tempo também auxiliará bastante a entender quando cada acontecimento teve lugar na história da humanidade.

Questionário: “o que” e os “porquês”

Resumos em formato de questionários também são ótimos para a memorização de conceitos e definições. Esse modelo é simples e pode ser feito em uma folha ou também no modelo flashcards: de um lado, escreva o que você quer saber, e do outro, a resposta. Por exemplo, LADO A: “o que são ribossomos”; LADO B: “são estruturas celulares, presentes em células procarióticas e eucarióticas, responsáveis pela síntese de proteínas”.
Ou ainda, podem ser montados ao estilo pergunta e resposta, utilizando-se do “como”, “o quê”, “por que”, “qual”.

MATRICULE-SE AGORA