O Brasil tem uma longa história que foi escrita graças a essas grandes pessoas. Confira abaixo, um pouco da vida das pessoas que são responsáveis pelo modo como vivemos hoje!

André Rebouças

André Pinto Rebouças nasceu na Bahia, em 1838. Foi um dos mais ativos militantes do movimento abolicionista brasileiro e um dos fundadores da Sociedade Brasileira Contra a Escravidão. 

Escreveu inúmeros artigos no jornal Gazeta da Tarde, estimulou a criação de uma Sociedade Abolicionista na Escola Politécnica, onde lecionou em 1883, e redigiu, com José do Patrocínio, o Manifesto da Confederação Abolicionista. 

José do Patrocínio

José do Patrocínio nasceu no Rio de Janeiro, no dia 9 de outubro de 1853. Ele foi um abolicionista, jornalista e escritor brasileiro. Participou ativamente dos movimentos para libertação dos escravos. Sua participação nas campanhas contra a escravidão e a monarquia começou em 1871, com um poema no jornal A República.

Em 1880, ocupou a tribuna do Teatro São Luiz, para atacar a escravidão.

Machado de Assis 

Jornalista, contista, cronista, romancista, poeta e teatrólogo. Ele foi precursor do realismo brasileiro, fundador e presidente da Academia Brasileira de Letras, sendo esse um de seus maiores e mais importantes feitos.

Publicou mais de 200 contos, 10 romances e demais publicações de diversos gêneros, tornando-se grande referência como cronista de sua época. O autor presenciou acontecimentos históricos, como a abolição da escravidão e a passagem do Brasil Império para Brasil República. 

Maria Bonita

Maria Bonita nasceu na Bahia, em março de 1911. Quando completou 15 anos foi obrigada a se casar com o sapateiro José Miguel da Silva, mas as brigas eram constantes e o casamento não deu certo. Em 1928, resolveu se separar do marido, em uma época em que a separação era algo inaceitável.

Em 1929, morando na casa dos pais, conheceu Lampião, e os dois se apaixonaram. Em meados de 1930, Maria bonita passou a fazer parte do bando de Lampião, sendo a primeira mulher a ingressar no cangaço.  A partir daí, mais de 30 mulheres participaram da vida do bando. 

A Bahia foi o Estado que forneceu o maior número de moças ao banditismo do Sertão nordestino, seguida por Sergipe, Alagoas e Pernambuco.

Zumbi dos Palmares

Zumbi dos Palmares é um dos grandes nomes da história do Brasil. Ele foi um dos líderes do Quilombo dos Palmares, o maior e mais longevo quilombo da história de nosso país. Zumbi assumiu a liderança do quilombo em 1678, e resistiu, durante quase 20 anos, contra as investidas dos portugueses.

Foi morto após ter seu esconderijo denunciado, no dia 20 de novembro de 1695. Zumbi é um dos grandes símbolos da luta dos negros e dos africanos contra a escravidão no Brasil.

Sua memória é utilizada como símbolo de luta contra o racismo presente na sociedade brasileira.

Leia também: Os principais nomes da história do Brasil – Parte 1

Quer mais conteúdos como esse? Continuaremos, semanalmente, trazendo os melhores conteúdos para alunos do Ensino Médio e vestibulandos. Acompanhe por aqui e nossas redes sociais!

MATRICULE-SE AGORA